In English | En español
Questions About Cancer? 1-800-4-CANCER

Centro para la Salud Mundial del NCI

Page Options

  • Print This Page
  • Email This Document

Parceiro da Rede de Pesquisa sobre o Câncer nos Estados Unidos - América Latina (US-LA CRN): Brasil

A Incidência do Câncer no Brasil

  • O câncer é a terceira principal causa de morte no Brasil, depois das doenças do aparelho circulatório e causas externas.
  • Em 2008, a taxa de incidência padronizada mundial (ASR(W)) por 100 mil habitantes  para o câncer no Brasil foi de 100,4, excluindo o câncer de pele não melanoma. Um total de 321.000 casos novos de câncer diagnosticados, excluindo o câncer de pele não melanoma.
  • As taxas de mortalidade por câncer em homens Brasileiros são mais elevadas para câncer no pulmão, próstata e estômago.
  • As taxas de mortalidade por câncer em mulheres Brasileiras são mais elevadas para câncer na mama, cervical e de pulmão.

Infraestrutura da Pesquisa sobre o Câncer no Brasil1

O Instituto Nacional do Câncer (INCA), administrado pelo Ministério da Saúde, comanda os esforços para o controle do câncer no Brasil e oferece assistência oncológica no Sistema de Saúde Pública, ou Sistema Único de Saúde (SUS).  O INCA coordena também as políticas públicas, desenvolve atividades de pesquisa e divulga práticas e conhecimentos em oncologia médica.  Uma das mais importantes redes de pesquisa no Brasil é o Centro de Pesquisa do Câncer Antônio Prudente, em São Paulo, formado por duas instituições adicionais: O Hospital do Câncer A.C. Camargo e o Instituto Ludwig para Pesquisa do Câncer. Essas instituições são apoiadas pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e pelo Centro de Excelência para Produção, Inovação e Desenvolvimento (CEPID).

Existem vários outros institutos de pesquisa bem estabelecidos no Estado de São Paulo, incluindo a Universidade de São Paulo (USP), Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICEPS), o Instituto Butantan, um centro de pesquisa biomédica, o Instituto Eldorado, organização sem fins lucrativos para pesquisa, desenvolvimento e organização da inovação tecnológica, e o Hospital do Câncer de Barretos, onde cerca de 760 novos casos de câncer de mama são tratados a cada ano. O Hospital do Câncer de Barretos tem uma importante unidade de pesquisa que concentra no câncer de mama. 

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) estão localizados no Rio de Janeiro.  A Fiocruz é reconhecida como uma instituição científica federal para pesquisa e desenvolvimento das ciências biomédicas e é considerada uma das principais instituições de pesquisa em saúde pública no Brasil.

O Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) Brasileiro foi criado em 1985, como um reconhecimento da importância da ciência e tecnologia (S&T, sigla em inglês) no governo federal. A Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) ou Agência Financiadora de pesquisas e Projetos e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) foram integrados neste novo ministério.

A FINEP concede subsídios a departamentos ou institutos acadêmicos e aos centros de pesquisa para atender a todas as necessidades na manutenção ou expansão institucional. O CNPq oferece bolsas para pesquisas de graduação e pós-graduação, bem como bolsas de pesquisa individuais ou para grupos. O avanço nos sistemas federais de Ciência e Tecnologia (S&T) foi seguido por iniciativas semelhantes dos governos estaduais brasileiros.

Serviços de Saúde no Brasil2

O sistema de saúde brasileiro é composto por um amplo programa de gestão do governo denominado Sistema Integrado de Saúde Pública ou Sistema Único de Saúde (SUS).  O seguro de saúde privado está amplamente disponível no Brasil e pode ser adquirido individualmente ou obtido como um benefício do empregado. As grandes empresas costumam oferecer benefícios de seguro privado de saúde para seus empregados. Em março de 2007, mais de 37 milhões de brasileiros tinham seguro de saúde privado. A saúde pública continua sendo acessível para aqueles que optarem por um seguro de saúde privado.

O Programa Saúde da Família foi criado pelas secretarias municipais de saúde para melhorar os serviços básicos de saúde no Brasil. O programa é baseado em colaborações entre as secretarias de saúde, estados e o Ministério da Saúde Pública. O governo federal fornece apoio técnico e financeiro.

Em 1999, existiam 237.000 médicos e 77.000 enfermeiros no Brasil. A proporção média nacional era de 14 médicos para cada 10.000 habitantes. Em 1999, dos 665 mil cargos profissionais, 65% eram ocupados por médicos, seguidos por enfermeiros (11%), dentistas (8%), farmacêuticos, bioquímicos (3,2%), fisioterapeutas (2,8%), e por outros profissionais (10%). Estima-se que 1,4 milhão de empregos no setor de saúde são ocupados por pessoal técnico e auxiliar.

Financiamento e Gastos do Setor de Saúde3

Em 2007, as despesas com saúde no Brasil foram 8,4% do PIB. Os gastos públicos representaram 41,6% e as despesas privadas responderam por 58,4% dos custos da saúde.

Coordenador Nacional

Luiz Antônio Santini, M.D.
Instituto Nacional de Câncer (INCA)
Praça Cruz Vermelha, 23
Rio de Janeiro, RJ
Brasil. 20231-130
Tel.:  (55)(21)2506-6006
Email:  lsantini@inca.gov.br

Notas de rodapé:

  1. Perfis de Saúde das Organização Pan-Americana de Saúde do País (OPAS, 2010) e Embaixada Brasileira nos Estados Unidos. 
  2. Agência Internacional para Pesquisa sobre o Câncer (IARC-OMS, 2010);
  3. Relatório de Ciência e Tecnologia na América Latina do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID, 2011).  
  4. Estatísticas de Saúde Mundiais, Organização Mundial de Saúde (OMS, 2010).